Psicoterapia Infantil

Atualizado: Fev 13


No processo de psicoterapia infantil embasada na Psicologia Analítica (junguiana) a relação terapêutica entre o psicólogo e a criança é a chave do processo, é nela que ocorre a transformação. Com isto, o processo transferencial e contratransferencial merece um destaque e o psicólogo deve estar muito atento, pois são fundamentais para a transformação que pode ocorrer na criança.

A compreensão do sintoma apresentado pela criança na dinâmica familiar, também é essencial num processo de avaliação. O trabalho do psicólogo infantil é complexo, pois propõe a necessidade de compreender não somente a psique da criança que é trazida com um sintoma, mas também toda a dinâmica e inconsciente dos pais. O psicólogo junguiano no atendimento infantil deve abranger e conter a família.

Nesta relação e no ambiente seguro e protegido do consultório, a psique se organiza e expressa sua tendência a curar a si mesma, e a criança tem oportunidade de expressar suas emoções, afetos, etc.

Na sessão infantil o psicólogo pode utilizar de recursos como: sandplay (caixa areia) argila, desenhos, pinturas, jogos, teatro, contos de fada e outros materiais expressivos, através dos quais o inconsciente pode se manifestar.

A criança por ser mais espontânea e menos racional permite todo material simbólico emergir no processo. Basta o psicólogo fazer a leitura e trabalhar.

A psicoterapia infantil vai fornecendo recursos para que a criança se reconheça e seja também reconhecida pelos pais. Muitas vezes os pais também são chamados a participarem do processo, além da Orientação de Pais, para que resistências que possam estar impedindo o desenvolvimento da criança seja trabalhada.


12 visualizações
Menu do Site
Horário de atendimento

segunda-feira: 

terça-feira: 

quarta-feira:    
quinta-feira: 
sexta-feira: 
sábado: 
domingo: 

18:00–21:00

18:00–21:00

18:00–21:00
18:00–21:00
18:00–18:00
09:00–16:00
Fechado

  • Facebook ícone social
  • Instagram

ATENDIMENTO ONLINE NO MOMENTO